Entertainment

Paul McCartney elogia versão de “Blackbird” de Beyoncé

Paul McCartney elogiou Beyoncé pela sua interpretação de “Blackbird”, chamando-a de “uma versão magnífica” que “reforça a mensagem dos direitos civis que me inspirou a escrever a canção em primeiro lugar”.

“Acho que Beyoncé fez uma versão fabulosa e recomendo a todos que ainda não a ouviram que dêem uma olhada. Você vai amar isso!” McCartney escreveu em um post no Instagram na quinta-feira.

“Falei com ela no FaceTime e ela me agradeceu por escrever e deixá-la fazer isso. Eu disse a ela que o prazer era todo meu e pensei que ela tinha feito uma versão matadora da música. Quando vi as imagens na televisão, no início dos anos 60, das meninas negras sendo expulsas da escola, achei chocante e não posso acreditar que ainda hoje em dia existam lugares onde esse tipo de coisa esteja acontecendo agora. Qualquer coisa que minha música e a versão fabulosa de Beyoncé possam fazer para aliviar a tensão racial seria ótimo e me deixaria muito orgulhoso.”

McCartney escreveu “Blackbird” em 1968, inspirado em Little Rock Nine, o grupo de estudantes negros que estava na vanguarda do movimento de desagregação da América. A música foi lançada mais tarde no The Beatles’ O Álbum Branco.

A versão de Beyoncé aparece como segunda faixa do VAQUÔ CARTERe conta com backing vocals de Tanner Adell, Brittney Spencer, Tiera Kennedy e Reyna Roberts.

Melba Pattillo Beals, membro do Little Rock Nine, disse NPR que ela espera que a versão de Beyoncé leve a um foco renovado nos direitos civis. “As pessoas ignoraram o significado da música por muito tempo”, disse Beals. “Mas quando a Rainha B falar, as pessoas vão ouvir. E quando as pessoas ouvem, podem abrir as suas mentes à compaixão pelas diferenças.”



Fuente

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button